NOTÍCIAS

Turismo sensorial e um futuro de possibilidades

6,5 milhões de pessoas é um bom novo público para quem oferecer seus serviços? Pois este é o número de brasileiros com algum tipo de deficiência visual no país, segundo o Censo 2010. Só no Estado de São Paulo – área de atuação direta dos associados da Fresp – são aproximadamente 1,2 milhão de pessoas cegas ou com baixa visão, diz o mesmo Censo.

E é vislumbrando o atendimento a esta expressiva parcela da população – que tem renda e vontade de viajar – que a Fresp vem apoiando há pouco mais de três meses o turismo sensorial para passageiros cegos/ com baixa visão. Entenda como:

 

  • Ideia original – Projeto “Ampliando Horizontes” (de Audmara Veronese), para conclusão de curso em guia de Turismo – chegou à Fresp por indicação do Senac/SP. Objetivo: proporcionar aos turistas cegos experiências sensoriais (táteis, olfativas, auditivas) em plantações de café. O transporte escolhido foi o ônibus de fretamento.

 

  • Destinos – Espírito Santo do Pinhal e Santo Antonio do Jardim, a princípio, seguidos por Atibaia.

 

  • Experiência bem sucedida – O sucesso com o primeiro grupo foi tamanho, entre parceiros e destinos interessados em receber esses turistas – que a experiência foi repetida mais duas vezes.

 

  • Folha de São Paulo e TV nacional – Bastou um único passeio para que, por meio do serviço de assessoria de imprensa contratado pela Fresp, a Folha de São Paulo se interessasse em divulgar a iniciativa. Uma equipe do jornal acompanhou o segundo passeio, em final de julho, o que rendeu a capa e recheio do caderno de Turismo de 01/09 último. Na sequência vieram UOL, Jornal O Tempo (MG), revista D+ Inclusão, entre outros. Agora temos uma importante rede nacional de TV se preparando para acompanhar o próximo.

 

  • Parcerias – Fresp está emvias de fechar parceria com a Aprecesp (Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo), para definição de mais destinos, e com o Senac – para treinamento e capacitação de agentes e operadores de turismo.

 

  • Governo do Estado – O governo paulista, por meio de seu Conselho de Turismo – do qual a Fresp faz parte – pôs o assunto em pauta e já divulgou a realização de cursos preparatórios.

 

  • Prêmio Braztoa – Os roteiros sensoriais de turismo rodoviário estão inscritos no Prêmio Braztoa Sustentabilidade 2016 (concedido pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo), concorrendo na categoria Projetos Inovadores. O resultado sai em novembro.

 

  • Pouco investimento, alto potencial – Com algumas poucas modificações e cuidados especiais, as viagens rodoviárias e destinos sensoriais se mostraram extremamente atrativos e viáveis economicamente para o fretamento. Ainda neste mês uma agência de roteiros rurais de Jundiaí deverá passar a comercializar destinos sensoriais. Todos esses turistas serão transportados em ônibus de fretamento.

 

É uma nova cadeia que está se estruturando e um futuro promissor se desenha. Vai ficar de fora desta viagem?

 

Fonte: Fresp

 

Imagem: Bigstock by zlikovec

 

Compartilhe:

FRETAMENTO CONTINUO

A Tursan transporta seus colaboradores de maneira segura e personalizada, atendendo todas as necessidades da sua empresa

SAIBA MAIS


FRETAMENTO EVENTUAL

Frete um ônibus com a Tursan para a sua viagem, excursão, traslado, city tour, evento, congresso e passeios em geral.

SAIBA MAIS