NOTÍCIAS

TURISMO EM EMBU DAS ARTES: O QUE FAZER NO DESTINO DE SP

O Parque do Lago Francisco Rizzo, o Museu do Índio, o Clube Ziu Enomoto e a Cidade das Abelhas são algumas atrações da cidade paulista.

São Paulo é um dos principais estados do Brasil, e, no quesito turístico, não deixa a desejar. O lugar conta com destinos para todos os gostos, como sua vibrante capital, a litorânea Maresias , a bela Campos do Jordão e cidades que, em datas religiosas, recebem peregrinos e visitantes de todo o país.
Para os viajantes que são entusiastas culturais, um ótimo local para conhecer é Embu das Artes, localizada a 30 quilômetros do centro de São Paulo. A cidade está repleta de artistas que costumam expor suas obras em uma das principais atrações da cidade, a feira de artesanatos. Desde 1969, a exposição acontece no centro histórico do município e é um bom passeio para ver os diferentes produtos expostos e comprar lembrancinhas.
A história de Embu das Artes começou na aldeia do M’Boy (“cobra-grande” em tupi-guarani). Os primeiros vestígios artísticos surgiram, mais tarde, por meio de jesuítas e índios, na arquitetura de igrejas, em esculturas, pinturas e entalhamentos religiosos. Toda a herança deixada pelos fundadores da cidade deram ao local uma história rica e diversas atividades culturais e artísticas que podem ser observadas por todos os lados.
Conheça, abaixo, dez atrações de Embu das Artes:

Museu de Arte Sacra dos Jesuítas – O museu de estilo arquitetônico barroco mostra a seus visitantes o interior da antiga igreja da cidade, a sacristia e dez salas de exposição. Seu acervo conta com diversas imagens de anjos, santos e personagens bíblicos entalhados em madeira, em armações de roca ou modelados em terracota. Todos foram produzidos entre os séculos 17 e 19. O Museu de Arte Sacra dos Jesuítas abre de terça-feira a domingo, de 9h às 17h, e seu ingresso custa R$ 4.

O acervo do Museu de Arte Sacra dos Jesuítas conta com diversas imagens de anjos, santos e personagens bíblicos entalhados em madeira, em armações de roca ou modelados em terracota

Memorial Sakai – Inaugurado em 2003, o espaço tem como objetivo valorizar e recuperar a memória e os trabalhos do artista japonês Tadakiyo Sakai. No interior, os visitantes encontram diversas obras do terracotista e de outros profissionais. O local também é uma escola de arte em cerâmica, que oferece cursos regulares e oficinas gratuitas. A entrada para o Memorial Sakai é franca, e ele funciona de segunda-feira a domingo, de 9h às 17h.

Parque do Lago Francisco Rizzo – O local é uma das melhores opções de lazer gratuitas da cidade, perfeita para um passeio relaxante. Inaugurado em 1999, o parque é uma antiga área de extração de areia e, hoje, mais de 217 mil metros quadrados proporcionam um ótimo lugar para diversão, com pistas de cooper, parque infantil, academia ao ar livre, brinquedoteca, quiosques, biblioteca ambiental e viveiro de mudas. O Parque do Lago Francisco Rizzo abre todos os dias, de 6h às 19h.

 Inaugurado em 2003, o Memorial Sakai tem como objetivo valorizar e recuperar a memória e os trabalhos do artista japonês Tadakiyo Sakai

Feira de Embu das Artes – Montada todos os sábados, domingos e feriados no centro histórico da cidade, a feira de arte e artesanato funciona desde 1969 e é uma das principais atrações de Embu das Artes. Seus visitantes podem passear entre as barracas que vendem produtos como pinturas, esculturas, porcelanas, bijuterias, instrumentos musicais, estofados, cestarias, roupas e muito mais. A feira funciona de 9h às 18h.
Museu do Índio – Com o objetivo de pesquisar e debater temas de questões indígenas, o museu expõe um acervo composto por mais de 500 peças e tem uma programação cultural relacionada ao tema. O local, fundado em 2005 pelo artista plástico, escritor e pesquisador Walde-Mar de Andrade e Silva, trata de assuntos como grupos étnicos, costumes, hábitos alimentares, arte, idiomas, crenças, rituais, vida comunitária e relação com a natureza e meio ambiente. O Museu do Índio abre de terça-feira a domingo, de 10h às 12h 30 e de 14h às 17h 30. O preço da entrada custa R$ 3, sendo que as visitas precisam de agendamento prévio.

 O Museu do Índio expõe um acervo composto por mais de 500 peças e tem uma programação cultural relacionada ao tema

Clube Ziu Enomoto – Em 80 mil metros quadrados, os visitantes do centro de lazer encontram diversas opções de diversão em meio à Mata Atlântica. O local conta com pesqueiro, quiosques com churrasqueiras individuais, piscinas adulta e infantil, ponte flutuante, pedalinhos, playground, mesas de sinuca e duas quadras de futebol. O Clube Ziu Enomoto abre aos sábados, domingos e feriados, de 9h às 18h. Os preços dos ingressos começam em R$ 15 por pessoa. (www.ziuenomoto.com.br)
Instituto Portucale de Cerâmica Luso-Brasileira – O acervo do instituto é composto por mais de 500 peças fabricadas na região do Porto, no Rio de Janeiro e em São Paulo nos séculos 18 e 19. O trabalho do local é restaurar as peças para que elas sejam apreciadas por visitantes ou se tornem objetos de estudo. Quem quiser conhecer o Instituto Portucale de Cerâmica Luso-Brasileira precisa fazer um agendamento prévio, com entrada franca. (www.pt.institutoportucale.com.br)

 O acervo do Instituto Portucale de Cerâmica Luso-Brasileira é composto por mais de 500 peças fabricadas na região do Porto, no Rio de Janeiro e em São Paulo nos séculos 18 e 19

Capela São Lázaro – Em 1934, a capela foi construída por diversos moradores de Embu das Artes, e, em 1969, foi estilizada para combinar com toda a arquitetura colonial do Conjunto Jesuítico. Seu principal atrativo é a imagem de São Lázaro, feita pelo artista Cássio M’Boy, e o Santo Cristo, entalhado por Zé Santeiro. A Capela São Lázaro está aberta ao público de quinta-feira a domingo, de 9h às 17h.
Cidade das Abelhas – Situado em uma grande área de preservação ambiental em meio à mata atlântica, o local é uma ótima opção de passeio para quem viaja com crianças. No parque, os visitantes têm a chance de aprender sobre a vida das abelhas e participar de diversas atividades, como o labirinto, as trilhas ecológicas, o museu apícola e muito mais. A Cidade das Abelhas abre de terça-feira a domingo, de 8h 30 às 17h. Seu ingresso custa R$ 25 e a entrada é grátis para crianças com menos de 3 anos e adultos maiores de 60. (www.cidadedasabelhas.com.br)

 Em 1934, a Capela São Lázaro foi construída por diversos moradores de Embu das Artes

Centro Cultural Mestre Assis de Embu – O centro cultural da cidade fica no antigo prédio da prefeitura e é um ótimo lugar para assistir a apresentações diversas gratuitamente. O local conta com três salas de exibição e um auditório, onde acontecem palestras, recitais, espetáculos, musicais e peças de teatro. O Centro Cultural Mestre Assis de Embu abre todos os dias e o horário de funcionamento varia de acordo com a programação.

O Centro Cultural Mestre Assis de Embu fica no antigo prédio da prefeitura e é um ótimo lugar para assistir a apresentações diversas gratuitamente

Organize sua viagem com a TURSAN, garanta sua visita a cidade com segurança, conforto e pontualidade!

Fonte: Pure Viagem
Imagem: Just Lia
Fotos: Divulgação

Compartilhe:

FRETAMENTO CONTINUO

A Tursan transporta seus colaboradores de maneira segura e personalizada, atendendo todas as necessidades da sua empresa

SAIBA MAIS