NOTÍCIAS

Semana Santa estimula o turismo religioso

O Brasil tem inúmeros destinos religiosos que celebram o feriado católico da Semana Santa. Algumas festividades têm início no Domingo de Ramos, com a comemoração da chegada de Jesus Cristo a Jerusalém, e só terminam com a ressurreição de Cristo, no domingo de Páscoa. Os destinos turísticos incluem encenações, missas e procissões.

O Ministério do Turismo (MTur) apoia o turismo religioso com o objetivo de gerar renda para as populações locais e contribuir para o desenvolvimento regional. Estima-se que pelo menos 15 milhões de brasileiros se movimentem por ano entre os mais diversos destinos religiosos no país. “O turismo cria empregos e gera uma melhor distribuição de renda”, disse o ministro do Turismo, Vinicius Lages. Em 2012, cerca de 3,94 milhões de viagens domésticas tiveram motivação religiosa.

Celebrações tradicionais atraem turistas de todo o Brasil. Em Diamantina (MG), a Semana Santa tem como destaque a encenação da Sexta-Feira da Paixão, com guardiões romanos e cerca de 300 participantes reproduzindo a Via Sacra. Na manhã do Domingo de Páscoa, as ruas são enfeitadas com flores e nas janelas dos sobrados surgem colchas e toalhas coloridas. O MTur destinou mais de R$ 1 milhão para sinalização e construção do Alto do Caminho dos Escravos, um mirante público para atração de turistas.

Em Ouro Preto (MG), as celebrações serão coordenadas pela Paróquia Nossa Senhora do Pilar. No ano passado, a cidade recebeu R$ R$ 650 mil do Ministério do Turismo para sinalização turística. As principais cerimônias acontecem quarta, quinta e sexta-feiras santas, sábado santo e domingo de Páscoa. No largo da igreja do Rosário acontece a cerimônia do lava-pés. Procissões, ofícios e celebrações se sucedem nos diversos templos da cidade.

No domingo da Ressurreição, pela manhã, inicia-se os festejos da Páscoa com a procissão do Santíssimo Sacramento, sendo as ruas e fachadas ornamentadas pela população, que faz vigília à noite toda do sábado de Aleluia e confecciona tapetes com pó de fragmentos ou lascas de madeira (serragem).

Rituais do século XVIII permanecem vivos nas cerimônias de Ouro Preto, com a mesma naturalidade que marca a integração da comunidade na cidade colonial. A Guarda Romana bate suas lanças nas pedras das ladeiras, a Verônica sobe no pequeno mocho para cantar em latim e mostrar o sudário com o rosto de Cristo. O Judas é queimado no domingo de Páscoa entre fogos e balas para a criançada.

O município de Santana de Parnaíba (SP) recebe milhares de fiéis. Este ano, a encenação está programada para os dias 17, 18 e 19 de abril, na Barragem Edgard de Souza, km 40 da Estrada dos Romeiros, com entrada franca. O MTur investiu mais de R$ 240 mil para a implantação de totens interativos e mapas turísticos com informações culturais da cidade.

Em Aparecida (SP), a semana santa tem programação extensa. Na quinta-feira haverá orações no Santuário Nacional o dia todo e a noite a missa da Ceia do Senhor, também chamada de celebração de lava-pés. Na Sexta-Feira Santa, terá a tradicional caminhada ao Morro do Cruzeiro, conhecida como Via Sacra, que atrai milhares de fiéis. O Santuário Nacional recebe romeiros e peregrinos, sendo o dia mais movimentado o Domingo de Ramos. Durante o ano de 2012, o santuário foi visitado por 11 milhões de romeiros. No ano passado, o MTur investiu R$ 143 mil para o fortalecimento do turismo religioso na cidade.

No Nordeste a programação também é intensa. Em Nova Jerusalém, distrito de Fazenda Nova (PE), é realizada a encenação da Paixão de Cristo. O cenário do teatro a céu aberto reúne nove monumentais palcos. O elenco é composto por mais de 500 participantes.

No município de Bom Jesus (PI) as celebrações da Paixão de Cristo completam 10 anos. O Ministério do Turismo investiu R$ 1,5 milhão para a construção do Centro de Cultura, Lazer e Turismo da cidade e para a pavimentação e drenagem de acesso ao salão do evento.

Na cidade de Goiás (GO), a meia noite de quinta-feira da semana santa os postes de luz do centro histórico do município se apagam. Ao som de tambores e à luz de tochas, tem início a Procissão do Fogaréu. O ritual simboliza a procura e a prisão de Cristo. Cerca de 40 homens encapuzados representam os soldados romanos, carregam as tochas enquanto um coro entoa cantos em latim. A procissão é acompanhada por aproximadamente 10 mil pessoas.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Compartilhe:

FRETAMENTO CONTINUO

A Tursan transporta seus colaboradores de maneira segura e personalizada, atendendo todas as necessidades da sua empresa

SAIBA MAIS