NOTÍCIAS

CULINARISTA SERANEJA E SEU EXÓTICO DOCE DE COROA-DE-FRADE

Quem visitar o Alto Sertão alagoano e estiver disposto a se deixar levar pelos prazeres do paladar não vai se arrepender. Em uma região do semiárido do Nordeste, cortada pelo Rio São Francisco, é natural que as culinárias sertaneja e ribeirinha se cruzem gerando sabores e texturas singulares.

Entre tantos pratos que fazem uso dos produtos típicos da região, alguns chamam a atenção pelo diferencial dos seus ingredientes. É o caso do doce – ou cocada – da coroa-de-frade, tipo de cacto comum à vegetação de caatinga.

Paladar

À primeira vista, o doce de coroa-de-frade se assemelha ao doce de mamão com coco. A textura e a cor, amarelo queimado devido ao cozimento do açúcar, são as mesmas. Porém, o sabor, com uma pequena ardência no final, é bem diferente. O doce ganhou a aprovação dos turistas que passam pela região.

“Essa é a receita básica do doce de coroa-de-frade. Porém, há coisas para o preparo que são bem nossas e depende de cada pessoa que o prepara. A exemplo do ponto que deve ser colhido o cacto”, revela Luzia Rodrigues ao enfatizar que outro segredo que complementa o sabor é o cenário do Rio São Francisco. “Muitos podem até fazer a receita fora, porém, o sabor do doce fica mais completo quando ele é degustado aqui, às margens do rio, com a caatinga ao fundo”, completa.

Em visita a cidade, não deixem de provar!!

Fonte: G1

Compartilhe:

FRETAMENTO CONTINUO

A Tursan transporta seus colaboradores de maneira segura e personalizada, atendendo todas as necessidades da sua empresa

SAIBA MAIS