NOTÍCIAS

Cidades paulistas recebem investimentos para a Copa

O maior centro de negócios da América Latina, São Paulo, vai emprestar seus hotéis e principais pontos turísticos a um público que, pelo menos desta vez, não estará dedicado às centenas de congressos, feiras corporativas e seminários que acontecem diariamente na capital. Nos meses de maio, junho e julho, as principais cidades do estado estarão mobilizadas para receber um grande número de turistas interessados nas 16 seleções que vão se concentrar pelo interior e litoral do estado.
“As cidades de apoio vão acolher não só as delegações como toda a estrutura de mídia dos países que acompanham o evento. É uma chance de mostrar o turismo dessas cidades para fora do Brasil e temos de aproveitar”, afirma o ministro do Turismo, Gastão Vieira. Entre as seleções estão a França, em Ribeirão Preto; Portugal, em Campinas; o Japão, em Itu; e os Estados Unidos, em São Paulo.
A espera pelas equipes e turistas tem agitado o dia a dia dessas cidades. Ribeirão Preto recebeu R$ 975 mil do Ministério do Turismo para a instalação de totens com mapas turísticos da cidade, centros de convenções e pontos turísticos. Segundo a prefeitura, a expectativa é que a cidade receba mais de 15 mil turistas estrangeiros no período da competição. Ribeirão é a sexta cidade em população e a primeira em geração de empregos no estado de São Paulo.
A vinda da seleção francesa para Ribeirão Preto também resultou em investimentos estrangeiros para o município. O grupo francês Frey anunciou, no ano passado, R$ 100 milhões para a construção de um grande shopping na cidade. Segundo uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, encomendada pelo Sebrae, a Copa poderá trazer 929 oportunidades de negócios para as micro e pequenas empresas de Ribeirão Preto.
A seleção de Costa Rica vai instalar seu centro de treinamento na cidade litorânea de Santos, que abriga 433 mil habitantes. A cidade  finaliza o Museu do Pelé com R$ 9,8 milhões de investimentos do Ministério do Turismo, para equipar e montar o museu. A prefeitura da cidade iniciou, em outubro, cursos de espanhol e inglês para funcionários, e a Secretaria de Turismo promove capacitações para guias de turismo e recepcionistas da rede hoteleira.
Já a cidade de Itu, que tem R$ 975 mil de investimentos do MTur em obras viárias, vai abrigar as seleções do Japão e da Rússia – e um grande número de turistas em seus 32 meios de hospedagem, que oferecem 3.316 leitos. Entre as ações da Prefeitura de Itu estão um aplicativo para celular sobre os principais pontos turísticos da cidade e um plano de sinalização para o evento, com placas em português e inglês. A Guarda Civil Municipal (GCM) da cidade também recebe, desde outubro, aulas de capacitação em inglês.

Fonte: Ministério do Turismo

Compartilhe:

FRETAMENTO CONTINUO

A Tursan transporta seus colaboradores de maneira segura e personalizada, atendendo todas as necessidades da sua empresa

SAIBA MAIS