NOTÍCIAS

Aniversário de Silveiras

Hoje a cidade é conhecida como Portal do Vale Histórico.
Por este motivo visitar e conhecer o atelier de um artesão é um dos atrativos turísticos do Vale Histórico.

No mês de julho se realiza o Festival de Inverno do Vale Histórico e especificamente em Silveiras há o Festival Pintando na Madeira que reúne os artesãos do município. Nesse festival, os turistas podem exercer seus dotes artísticos, pintando junto com os artesãos.

Principais Pontos Turísticos:

  • Fundação Nacional do Tropeirismo

A Fundação Nacional do Tropeirismo foi criada em 1986 com o objetivo de pesquisar o ciclo do tropeirismo e a sua influência na formação da cultura brasileira. Em sua sede, instalada num antigo casarão do século XIX, no centro de Silveiras, funciona um restaurante com culinária típica, a hospedaria com 32 leitos, biblioteca e museu do tropeiro, além do espaço para eventos e exposições. A Fundação estimula a realização de eventos dedicados ao tropeirismo, orienta pesquisadores em geral, e propaga o turismo cultural, rural e ecológico. A instituição também promove cursos e encontros que atingem diretamente a comunidade, gerando novas formas de renda, desenvolvendo talentos e promovendo a melhoria da qualidade de vida na região.

  • Trilha da Independência

Vale caminhar pela Trilha da Independência (1822), conhecer as Trincheiras (1842/1932), cadeia de Euclides da Cunha, etc. Em busca de tudo isso é que os turistas têm vindo para essa pequena cidade. O município se propõe à ser um parque temático sobre o Tropeirismo onde você encontrará: A Estrada dos Tropeiros, a Praça, a Estátua, o Rancho, o Posto de Gasolina, o Cemitério, a Banca de Jornais dos Tropeiros, o Tropeirão (Pça. de Esportes), a própria Fundação Nacional do Tropeirismo, além da recepção do povo da cidade,sempre acolhendo os interessados nesse assunto fascinante que é o Tropeirismo.

  • Cadeia Velha

Prédio do final do século XIX, restaurado por Euclides da Cunha.

  • Trincheiras

 Nos morros da cidade ainda podem ser vistos sinais das trincheiras utilizadas na Revolução Liberal de 1842 e na Revolução Constitucionalista de 1932.

  • Caminho Imperial

Trecho ainda remanescente do Caminho Novo, foi construído em 1725 para ligar os estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Antiga trilha dos tropeiros.

  • Praça Central 

Com chafariz que marca a infância de muitos silveirenses ilustres, que jogavam futebol na praça. Nesta época a praça ainda era de chão batido e a bola era laranja, apanhada no terreno ao lado.

  • Parque Nacional da Serra da Bocaina

Com inúmeras cachoeiras e trilhas, começa na região na divisa de Silveiras com Cunha.

  • Bairro do Bom Jesus

No local há um moinho de pedra que funciona por força da água que é utilizado para fazer fubá. Ainda há no bairro 3 Sapucaias com mais de 200 anos de idade e 50 metros de altura.
A 6 km do centro.

  • Cachoeira do Ronco D’Água

Para quem quiser passear a pé, pela antiga trilha de tropeiros, a sugestão é fazer uma pausa na Cachoeira do Ronco D’Água, no bairro do Bom Jesus. A 8 km do centro de Silveiras, o passeio é imperdível, em meio a tanta natureza e centenárias sapucaias.

  • Cachoeira do Paraitinga

Bairro dos Macacos. 25 km de estrada asfaltada e 6 km de estrada de terra.

  • Pico da Boa Vista

Tem 2.050 metros de altitude, de onde se observa grande parte do Vale do Paraíba. O local é rico em ervas medicinais.
A 25 km do centro.

  • Nascentes do Paraíba

Aqui nasce o rio do Paraitinga, um dos formadores do Paraíba do Sul.
A 28 km do centro, próximo ao Pico Boa Vista

  • Parque Ecológico da Cascata

O local tem cachoeira, tanque, mata natural e Área para camping.

Monte seu grupo, nós te levamos com conforto e segurança para conhecer este e outras cidades! Contate-nos.

Fontes: Prefeitura de Silveiras e RM Vale

Imagem: Altemiro Olindo Cristo

Compartilhe:

FRETAMENTO CONTINUO

A Tursan transporta seus colaboradores de maneira segura e personalizada, atendendo todas as necessidades da sua empresa

SAIBA MAIS